Estratégias nutricionais para o alto rendimento

A nutrição no desempenho físico pode vir a chamar atenção de atletas, tanto em modalidades coletivas quanto individuais. A maior preocupação é em relação ao rendimento e a alimentação de treino e de competição. Geralmente, os atletas dedicam-se a treinamentos por longos períodos de tempo e ainda se ocupam de outras atividades no cotidiano. Sem dúvidas, a alimentação do atleta afeta a sua saúde, seu peso e composição corporal. Além da biodisponibilidade de substratos durante o exercício, a recuperação depois do exercício, o desempenho físico e, consequentemente, sua rotina diária. Afim de melhorar o rendimento, é necessário seguir práticas de boa alimentação e consumir com acompanhamento de um profissional, suplementos, além de ter uma alimentação com uma grande variedade de alimentos em quantidades adequadas. As preocupações nutricionais podem ser divididas em duas áreas: nutrição durante o treinamento e na preparação para a competição e durante a mesma.

Os agentes ergogênicos incluem todo mecanismo ou adaptação fisiológica de melhorar o desempenho físico. O próprio treinamento pode ser visto como um agente fisiológico. A adaptação crônica à altitude, ao promover um aumento de glóbulos vermelhos, atua como um agente ergogênico fisiológico na medida em que o retorno a baixas altitudes propicia uma melhora do desempenho físico aeróbio nos primeiros dias subseqüentes ao retorno, enquanto a capacidade de transporte de oxigênio pelo sangue permanecer aumentada.

Os ergogênicos nutricionais caracterizam-se pela aplicação de estratégias e pelo consumo de nutrientes com grau de eficiência extremamente variável. Os consumidores de suplementos nutricionais geralmente utilizam estas substâncias em doses muito acima do recomendável, o que também se constitui em uma preocupação, apesar de grandes controvérsias quanto aos eventuais problemas à saúde conseqüentes ao abuso. Para se ter uma idéia do consumo de suplementos por atletas, um artigo recente relatou que entre 100 atletas noruegueses de vários esportes de nível nacional, 84 usavam algum tipo de suplemento nutricional. Muitos atletas usavam vários suplementos nutricionais, a grande maioria dos quais não apresenta qualquer comprovação científica de efetividade ergogênica. Usando uma linguagem leiga, parece uma eterna busca do “espinafre do Popeye”.

Afim de obter estratégias, manobras que colaborem com o acompanhamento nutricional de um atleta podemos aferir que o uso de tamponantes para melhorar resistência, àcido fosfatídico e fosfatidilserina pensando na melhora de liberação hormonal, equilíbrio de exames bioquímicos, bem como palatinose para obter energia, aumentando rendimento em cada treino se tornam uma base usual e efetiva dentre outras matérias primas que têm sido alvo de estudos com competidores.

Deste modo vê-se importante um acompanhamento especializado e voltado para sua modalidade específica de acordo com, tempo de treinamento, intensidade e intervalos, afim de, obter melhores resultados.

SELO ANVISAA VIA FARMA POSSUI O CERTIFICADO DE BOAS PRÁTICAS DE DISTRIBUIÇÃO E FRACIONAMENTO DA ANVISA


Caroline Yoshioka – Nutricionista Clínica e Esportiva

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s